domingo, 29 de abril de 2018

Taylor Adams - Sem Saída [Opinião]

Sinopse: AQUI

Opinião: Meus leitores, que thriller fantástico este!
Vários componentes fizeram com que este livro se destacasse dos demais thrillers que tenho lido recentemente. 
Sem Saída é a obra de estreia de Taylor Adams e, a avaliar por esta promissora história, será um autor que seguirei atentamente.

Antes de mais, comecei a leitura muito entusiasmada. Constatei que o livro estava muito bem cotado no Goodreads e alguns leitores mais audazes apontavam a leitura como extremamente gráfica, um dos ingredientes que, como sabeis, mais me impressionam. Por falar nisso, corroboro totalmente essa componente mais forte e explícita da presente obra! À medida que a história se desenvolve, um dos parâmetros que se intensifica é, de facto, o teor violento de certas passagens, tornando a leitura, em certos momentos, um pouco angustiante.

Além disso, uma das impressões mais imediatas que a narrativa confere é o ambiente claustrofóbico que se faz sentir. A história debruça-se sobre um grupo de viajantes confinado a uma estação de serviço e sem acessos devido a uma tempestade de neve. Isolados e impedidos de recorrer às telecomunicações, a única solução é passar a noite naquele local. 

Darby, a jovem protagonista que viaja para ir ter com a mãe, vê-se presa juntamente com um grupo de desconhecidos. Agradou-me muito a sensação de desconfiança que vai crescendo neste cenário. Eu própria senti-me encarcerada, juntamente com a jovem, e tive receio das intenções daquela companhia forçada. A situação adensa-se quando Darby encontra uma criança na carrinha de uma das personagens. 

Não poderia deixar de mencionar uma protagonista tão peculiar como Darby, uma jovem universitária dotada de grande coragem. Ela, que se auto-caracteriza como uma filha imperfeita, está de viagem ao encontro da mãe, doente terminal. E nós, leitores, damos por nós a torcer por um reencontro feliz. 

Sem Saída foi uma história que, acima de tudo, me fez sentir desconfortável e tensa no decorrer da leitura. Além disso, as reviravoltas inesperadas surpreenderam-me genuinamente. Um ingrediente que ainda não mencionei e que, na minha opinião, fez com que a história convergisse num crescendo de horror foi a estrutura, dividida em vários momentos da fatídica noite da tempestade. Creio que esta estrutura apelava, sem dúvida, a uma ávida leitura.

É um livro sobretudo para os leitores mais destemidos. Além das passagens de terror, outras, mais gráficas, são de difícil digestão.
Pelo que pude apurar, Sem Saída será adaptado ao grande écran. Dará, certamente, um excelente filme!

Em suma, este é um livro extremamente cinematográfico e repleto de acção num ambiente claustrofóbico. Conseguiu tirar-me o fôlego e impressionar-me pelo teor atroz em certos momentos. Não poderia deixar de lhe atribuir a cotação máxima no Goodreads, 5 estrelas e, como tal, não posso, igualmente, deixar de recomendar esta excelente obra! 


Sem comentários:

Enviar um comentário